Cidades

Chapa 2 vence eleição no Sindipa

Hélio Madaleno inicia seu mandato como presidente em julho           (Fotos: André Almeida)

IPATINGA – Terminou nesta quarta-feira (16) o processo eleitoral do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga (Sindipa). A chapa encabeçada pelo torneiro mecânico Hélio Madaleno saiu vitoriosa com 50% da preferência dos membros da entidade. O outro grupo concorrente teve 48% dos votos, sendo que os votos restantes representam brancos e nulos.

O pleito iniciou-se na última segunda-feira (14) e estavam aptos a votar cerca de 8.500 membros do Sindicato; no entanto 5.806 compareceram. Foram colocadas cabines de votação nas portarias da Usiminas e Usiminas Mecânica e também na sede do Sindipa, para possibilitar o voto dos aposentados e trabalhadores que se encontravam afastados ou de férias.

RETIRADA
A eleição deste ano foi marcada pela participação do Ministério Público do Trabalho (MPT) no processo e pela ausência do nome de Luiz Carlos Miranda na disputa. O sindicalista anunciou em meados de dezembro que não concorreria à presidência do Sindipa devido a projetos pessoais que ele pretende realizar. Um deles seria a possível candidatura à presidência da Força Sindical em Minas Gerais.

Luiz está à frente do Sindipa há mais de 20 anos, tendo se afastado somente entre os anos 1995 e 2001. Atualmente, ele cumpre seu sexto mandato à frente da instituição e no último pleito, que ocorreu em janeiro de 2009, o atual presidente foi eleito com 65% dos votos.

MPT
Já o MPT entrou no caso em julho deste ano, quando um edital de convocação para o registro de chapas foi questionado pelo MPT por não ter sido publicado em mídia da região. O documento foi anulado judicialmente e em dezembro um novo edital foi publicado em um jornal local, dando aos interessados prazo de três dias para o registro de candidaturas.

Desde então, o MPT acompanhou todo o processo. Ontem, a autarquia esteve presente desde a entrega das urnas no local de apuração até o fim da contagem dos votos. O procurador do trabalho Túlio Mota Alvarenga afirmou que esta eleição foi diferente das outras, especialmente pela atuação da entidade, e disse que as eleições no Sindipa ocorreram de forma tranquila. “Foi estabelecido o diálogo com todos os atores envolvidos”, avaliou. O procurador também fez questão de destacar a participação conjunta da Polícia Militar durante todo o pleito.

OPERAÇÃO
Desde o início da manhã, a Polícia Militar esteve presente nos pontos onde foram colocadas urnas de votação e principalmente na porta do Sindipa, no bairro Bom Retiro. A operação incluiu a preservação da área de frente do Sindicato, usada como estacionamento por vários motoristas, e também o desvio do trânsito na Avenida Fernando de Noronha, sentido a Unidade II do Hospital Márcio Cunha. Momentos antes do início da operação foi feito um isolamento da frente do Sindicato, para que não houvesse aglomeração de pessoas no local.

De acordo com o capitão Luiz Antônio, a operação teve como objetivo garantir a realização da apuração dos votos de forma segura. A PM participou ativamente do processo eleitoral do Sindipa desde o início das votações, na segunda-feira (14). Ontem, os militares acompanharam até mesmo o transporte das urnas à sede do Sindipa, onde foi realizada a contagem.

Foram mobilizados em torno de 40 militares para a ação no Sindipa. Participaram os profissionais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), do Pelotão de Trânsito, da Cavalaria e Canil da PM e também do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam).

Representantes das duas chapas participam da apuração dos votos

BALANÇO
Luiz Antônio fez ainda um balanço positivo do processo eleitoral do Sindipa, afirmando que durante os três dias de votação não foi registrada nenhuma ocorrência policial envolvendo conflitos entre os participantes do pleito.

O mandato da chapa vencedora irá se iniciar no próximo mês de julho e terá a duração de um quadriênio. O eleito, Hélio Madaleno Pinto, tem 50 anos e há 11 trabalha na Usiminas Mecânica. Entre os principais pontos defendidos pela chapa vencedora estão a luta por mais salários, o combate às condições de trabalho dos metalúrgicos ipatinguenses, o enfrentamento ao turno imposto pela Usiminas e a garantia de que a estrutura do Sindicato esteja integralmente voltada para as necessidades dos trabalhadores.

Integrantes da chapa vencedora

Presidente: Hélio Madaleno Pinto
João Gabriel de Melo Silva
Domingos José Ferreira
Antônio Pereira Leão
Alexandre Batista Ferreira
Gláucio André Silveira Reis
João Vitor Pereira Ribeiro
Geraldo Magela Duarte
Fabrício Silva Reis
Nelson Messias Fernandes
Edio Rodrigues Ferreira
Josias Atil Lemos
Carlos Fortunado dos Santos
Fernando Silva de Castro
Arildo Ferreira
Marcelo Eugênio Pitombo
Jeferson Garcia de Oliveira Silveira
Mauro Lucio Martins
José Geraldo Teles
Sérgio Nazareno
Eduardo Torres de Lima
Robson Damião Gonçalves Ferreira
Celso Anatólio Viana
Gilmar Almeida Lopes
Gervani Rodrigues Barbosa;
Waldison Camilo Alves
Geraldo Lourenço Moreira
Paulo César de Sousa
Roberto Gomes Ferreira
Sebastião Bento da Silva
Cristian Rodrigues de Oliveira
Carlos Antonio Laureano

Você também pode gostar