Cidades

Caravana à nascente do ribeirão Ipanema marca Dia Mundial da Água

Placa foi fixada para marcar a nascente do ribeirão Ipanema   (Crédito: José Barbosa/PMI)

 

IPATINGA – O Dia Mundial da Água, 22 de março, foi comemorado em Ipatinga com a caminhada à nascente do ribeirão Ipanema. Com 28,5 quilômetros de extensão, que corta todo o perímetro urbano municipal, o córrego é o principal curso d´agua que nasce e deságua na cidade. O prefeito Robson Gomes da Silva (PPS) participou do evento acompanhado da secretária de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), Cláudia Brum, dos alunos da Escola Municipal Mário Casassanta, da comunidade do Ipaneminha, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar do Meio Ambiente, Infrater e convidados.
A nascente do ribeirão Ipanema está localizada na zona rural de Ipatinga, na Serra dos Cocais, Regional 9. Na localidade, que também é considerada o ponto mais alto de Ipatinga, foi inaugurada uma placa com as coordenadas geográficas do local. “Festejar as datas ambientais é um trabalho muito interessante, porque as pessoas se envolvem com as ações, tomam consciência da importância dos recursos naturais e se tornam parceiras na conservação do ambiente”, frisou o prefeito.
Levantamentos realizados nos últimos anos mostram que, apenas nas quatro cidades-polo da região (Ipatinga, Santana do Paraíso, Coronel Fabriciano e Timóteo), há mais de mil nascentes catalogadas. Somente em Ipatinga são 476 localizadas em área rural e 118 em área urbana – segundo os últimos estudos realizados pelo município e por estudantes de curso de Geografia do Unileste-MG.
O diretor do Departamento do Meio Ambiente, José de Arimatéia, o Tim, observou a potencialidade hídrica do município. “Não só Ipatinga, mas toda a região tem uma riqueza hídrica que impressiona a todos os ambientalistas que aqui chegam. São inúmeras nascentes, lagoas, ribeirões e cachoeiras que promovem a vida no Vale do Aço e colocam a região em posição de destaque no Estado”, disse.

Você também pode gostar