Cultura

Café Cinematográfico exibe vencedor do Oscar

CORONEL FABRICIANO – O projeto de extensão Café Cinematográfico, dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste), entra em seu 9º ano de execução. Para comemorar, exibe neste sábado (11), a partir das 8h30, no auditório Padres do Trabalho, campus Coronel Fabriciano, a premiada produção americana “Moonlight: sob a luz do luar”, dirigida por Barry Jenkins.
Os interessados em participar deverão levar lanches que serão compartilhados em um café comunitário, além de uma caixa de leite, que será doada a uma instituição carente da região. Haverá bate-papo ao final da apresentação com Angélica Barroso, docente do curso de Direito, que irá tratar das questões de direitos humanos e bullying, além da participação do professor William Trevizani, do curso de Comunicação Social.
De acordo com Rodrigo Cristiano, mentor e docente responsável pelo projeto, “para este retorno escolhemos o vencedor do Oscar de melhor filme não só porque ele é um filme que está na ‘onda’, mas porque ele tem a cara do café e também por oportunizar um debate sobre homossexualidade, racismo e bullying”. O Café Cinematográfico constitui um projeto para a troca de conhecimento e aprendizagem, em que os alunos são estimulados a discutir sobre as produções assistidas.

SINOPSE
O filme apresenta três etapas na vida de Chiron, o personagem principal, explorando as dificuldades que ele enfrenta no processo de reconhecimento de sua própria identidade e sexualidade, e o abuso físico e emocional que recebe ao longo destas transformações. Filmado em Miami, na Flórida, em 2015, o filme foi lançado nos Estados Unidos em 21 de outubro de 2016 e arrecadou 28 milhões de dólares em todo o mundo.

PREMIAÇÕES
Moonlight recebeu grande aclamação após a sua estreia. Nos Prêmios Globo de Ouro de 2017 ganhou na categoria de Melhor Filme – Drama e foi indicado em cinco outras categorias. O filme recebeu oito indicações aos prêmios da Academia no 89º Oscar, ganhando nas categorias Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante para Mahershala Ali e Melhor Roteiro Adaptado de Jenkins e McCraney.

Você também pode gostar